Bem-vindos!!!!

Este blog foi criado para professores de 4º e 5º ano que encontram dificuldades para achar atividades. Algumas são criadas por mim e outras selecionadas dos grupos que participo. Se alguma atividade é de sua autoria me escreva para que dê os devidos créditos. Revise o conteúdo antes de utilizar. Não possuo os gabaritos. Tenho apenas as atividades.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

O Inventor de Imaginações


           Perto da casa de Gastão morava o Orlando, um meninão esnobe que se julgava a pessoa mais importante do mundo. Vivia de nariz empinado, botando a maior banca. E o Gastão não gostava nada disso.
            Mas o que irritava o Gastão era ver o Orlando desfilando com seu canzarrão.
            Ele já havia pedido um grande pastor alemão para sua mãe, mas ela só aceitava em casa um cachorrinho pequeno.
            Certa manhã Gastão se pôs a imaginar como seria bom ter um cachorro muito, mas muito grande, só para fazer pouco de Orlando.
            Ele desfilaria noite e dia com aquele cachorrão feroz.
            Ia comprar-lhe uma coleira de couro, cheia de pontas, e uma correia de cobre. E ia dar de comer ao cachorro quatro vezes ao dia para ele ir crescendo cada vez mais.
            O cachorro do Gastão já estava tão grande que quase não cabia mais em seu pensamento.
            Mas, frustrado do jeito que estava, Gastão continuava alimentando o cachorro e inchando a imaginação.
            E aí começaram a surgir os problemas.
            A casinha do cachorro já não servia mais, e Gastão teve que sair do seu quarto para o bichão dormir lá.
            Este cachorro das idéias, assim como os cachorros de verdade, também não gostava de banho.
            Então o seu pobre dono esperava ele dormir, e subia no seu barrigão com rodos, escovas, um balde de água e muito sabão.
            Aí era aquela escovação danada, e o bicho virava uma montanha de espuma roncando lá no meio do quintal.
            No final do banho, Gastão ficava cansado só de imaginar.
            Mas continuava com aquelas idéias loucas que já não estavam mais agradando muito.
            E a coisa piorou. Quando saíam para passear, aquele mascote altíssimo não parava de babar bem na calça do Gastão. E todos os dias ele tinha que comprar um boné novo.
            Esta imaginação masoquista foi chateando o Gastão. E ele resolveu não dar mais bola para as besteiras do Orlando, e arranjou um cachorrinho pequeno mesmo, pra querer bem e mais nada.
            O cachorrão gigante do pensamento do Gastão foi diminuindo de tamanho e, de verde inveja que era, foi ficando branquinho, branquinho. E veio morar no Tobi, que era pequenininho no tamanho, mas um grande amigão.
    (O inventor de imaginações. Rogério Borges.)



1) A princípio, Gastão queria ter um cão. Mas era por vontade e amor ao bicho? Justifique sua resposta. (1,0)

2) Por que começaram a surgir problemas com o cachorro da fantasia de Gastão? (1,0)

3) O que fez Gastão mudar de idéia em relação ao cão de Orlando?  (1,5)

4) Gastão era um menino invejoso ou criativo? Justifique sua opinião. (1,5)

5) De repente o cão que Gastão imaginava começou a ficar branquinho. O que indica a cor branca? (1,5)

6) Leia com atenção as afirmativas abaixo relacionadas ao texto e escreva à frente de cada uma,  CERTO ou ERRADO.  (1,5)
a) Quando Gastão via Orlando com seu canzarrão, era dominado  pelo sentimento da inveja. _______________
b) O dia-a-dia de Gastão sofreu mudanças. Ele teve que sair do quarto para seu cão dormir lá. ________________
c) Gastão não gostou da experiência de ter um cachorro gigante e devolveu-o ao antigo dono._______________
d) A inveja de Gastão ficou menor e ele arranjou o Tobi. ______________
e) Gastão libertou-se da inveja e  arranjou um cachorrinho de verdade, pequeno. _______

Assinale a alternativa correta para cada uma das próximas questões.    (1,0 ponto cada questão.)

7) Assinale a alternativa em que a palavra mau   está empregada de forma incorreta.
                ( a )  Orlando, no fundo era um pouco mau.
                ( b ) Não sabia que ele era um mau-caráter.
                ( c )  Dizem que o grande mau entre pais e filhos é a falta de diálogo.
                ( d ) Não seja tão mau. Afinal, você também pode precisar de ajuda.
                ( e ) Estou tendo um mau pressentimento.
   
8)   Assinale a  alternativa em que a palavra mal está  empregada corretamente.
                ( a ) Um mal comportamento pode ser prejudicial.
               ( b ) Gastão começou a se sentir mal com a inveja que o dominava.
                ( c ) Orlando, no fundo, era um pouco mal.
                ( d ) Ele tornou-se um mal elemento quando envolveu-se com traficantes.
                ( e ) O seu mal-caráter não o ajuda em nada.

9) Na oração: “Ele desfilaria noite e dia com aquele cachorrão feroz.”

                ( a ) O predicado é verbal: “ele desfilaria noite e dia com aquele cachorrão feroz” .
                 ( b ) O predicado é nominal: “ele desfilaria noite e dia com aquele cachorrão feroz”.
                 ( c ) O predicado é verbal: “desfilaria noite e dia com aquele cachorrão feroz”.
                 ( d ) O sujeito é “cachorrão feroz”.
                 ( e ) O sujeito é “ele desfilaria”.  

10) Leia:   Orlando, um meninão, vivia de nariz empinado.
               A. Esta oração tem como sujeito: Orlando.
               B. Esta oração tem como sujeito: Orlando, um meninão.
               C. O predicado desta oração é: “vivia de nariz empinado”.
   D. Os verbos desta oração são: “vivia” e “empinado”.

Com relação às afirmativas acima podemos dizer que:
                ( a ) Apenas a afirmativa A está correta.
                 ( b ) Apenas a afirmativa B está correta.
                 ( c ) Apenas a afirmativa D está correta.
                 ( d ) Estão corretas as afirmativas A e C.
                 ( e ) Estão corretas as afirmativas B e C.

11)  O cachorro do Gastão ficou muito grande.
   
   ( a ) Sujeito: cachorro  /   Predicado verbal: do Gastão ficou muito grande.
   ( b ) Sujeito: O cachorro /  Predicado nominal: do Gastão ficou muito grande.
   ( c ) Sujeito: O cachorro do Gastão  /  Predicado verbal: ficou muito grande.
   ( d ) Sujeito: O cachorro do Gastão /  Predicando nominal: ficou muito grande.
                ( e ) Sujeito: O cachorro  /  Predicado nominal: ficou muito grande.
                       
Atividade enviada por Susana Felix para Professores Solidários.

2 comentários:

Deixe aqui seu comentário, é muito importante!!!