Bem-vindos!!!!

Este blog foi criado para professores de 4º e 5º ano que encontram dificuldades para achar atividades. Algumas são criadas por mim e outras selecionadas dos grupos que participo. Se alguma atividade é de sua autoria me escreva para que dê os devidos créditos. Revise o conteúdo antes de utilizar.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O fantástico mistério de Feiurinha

Era uma vez, há muitos, muitos anos atrás, mais vinte e cinco anos, uma senhora de cabelos negros como o ébano, onde já começavam a apare­cer alguns fios brancos como a neve, bem da cor da  pele dela, que também era branca como a neve.
             O nome da tal senhora era Branca Encantado. Nos tempos de solteira, o sobrenome dela era “De Neve” mas, depois que se casou com o Príncipe Encantado, Dona Branca passou a usar o sobrenome do marido.
             Dona Branca estava com uma barriga enorme, esperando o seu sétimo filho, para ser afilhado­ do sétimo anãozinho, que vivia reclamando pelo fato de todos os outros anões já serem padrinhos de filhos de Dona Branca e faltar um para ser afilhado dele.
Dali a uma semana ia fazer vinte e cinco anos que Dona Branca havia se casado para ser feliz para sempre. E, como você sabe, quem fica vinte e cinco anos casado com a mesma pessoa faz uma bruta festa para comemorar as Bodas de Prata.
Feliz com tudo isso, Dona Branca tricotava um casaquinho de lã para o principezinho que ia nascer, sozinha no grande salão do castelo, forrado de mármore cor-de-rosa e veludo vermelho. Os filho maiores estavam na escola e os menores com as amas. O Príncipe Encantado, como sempre, estava caçando. Foi aí que a grande porta do salão abriu-se e entrou Caio, o lacaio, anunciando:
Alteza, a Senhorita Vermelho acaba de chegar ao castelo e pede...
             - Chapeuzinho?! - interrompeu Dona Bran­ca. - Que ótimo! Peça para ela entrar. Vamos, Caio, rápido!
Caio, o lacaio, inclinou-se numa reverência e foi buscar a visitante.
Chapeuzinho Vermelho era a mais solteira das amigas de Dona Branca e uma das poucas que não era princesa. A história dela tinha terminado dizendo que ela ia viver feliz para sempre ao lado da Vovozinha, mas não falava em nenhum príncipe encantado. Por isso, Chapeuzinho ficou solteirona e encalhada ao lado de uma velha cada vez mais caduca.
Com a cestinha pendurada no braço e com o capuz vermelho na cabeça, Dona Chapeuzinho entrou com o lacaio atrás. Dona Branca correu para abraçar a amiga.
- Querida! Há quanto tempo! Como vai a Vovozinha?
- Branca! As duas deram-se três beijinhos, um numa face e dois na outra, porque o terceiro era para ver se a Chapeuzinho desencalhava.
Olhando em volta, para ver se ninguém a ouvia, Chapeuzinho perguntou:
             - O Príncipe está no castelo?
             - O Príncipe? Que Príncipe?
             - O Príncipe Encantado. Seu marido.
             - Ah! Não está não. Foi à caça.
             - Pois então vamos ao assunto. Eu falei com a Rapunzel Encantado e ela me disse que o Prín­cipe...
             - Príncipe? Que Príncipe?...
             - O Príncipe Encantado. Marido da Rapunzel.
             - Ah...
             - Pois é. O marido da Rapunzel encontrou-se com o Príncipe...
             - O Príncipe? Que Príncipe?
             - O Príncipe Encantado. Marido da Cinderela.
             - Ah...
A família Encantado tinha fornecido muitos príncipes para casar com as heroínas dos contos de fada. Por isso, quase todas as princesas tinham o mesmo sobrenome e eram cunhadas entre si. É claro que isso trazia uma certa confusão.
             - Resumindo: o Príncipe da Rapunzel encon­trou-se com o Príncipe da Cinderela, que tinha pas­sado pelo castelo da Feiurinha...
             - Ah, Feiurinha! - exclamou Dona Branca - Há quanto tempo eu não vejo a minha querida Feiurinha Encantado...
             - Pois é exatamente essa a fofoca: há muito tempo ninguém vê a Feiurinha!
             -  Ela desapareceu?
             - Isso mesmo. O Príncipe deve estar des­consolado...
             - Que Príncipe?
             - O Príncipe Encantado. Marido da Feiurinha.
             - Ah...
Dona Branca interpretou à sua maneira, o de­saparecimento da Feiurinha:
- Será... será que ela abandonou o marido?
- E fugiu com outro? Acho difícil. A essa al­tura não existe mais nenhum Príncipe
Encantado solteiro.
             - Eu que o diga! Estou cansada de ser solteirona e aguentar aquela Vovó caduca. Tenho procurado feito louca, mas só encontro príncipe casado...
             Dona Branca raciocinou:
              -  Então, se Feiurinha desapareceu, isso sig­nifica que ela pode estar correndo perigo. E, se is­so for verdade, será a primeira vez que uma de nós corre perigo desde que casamos para sermos fe­lizes para sempre!

Pedro Bandeira.O fantástico mistério de Feiurinha. São Paulo, FTD, 1987.


Interpretação do texto
1. Por que a Branca de Neve passou a ser chamada de Branca Encantado?
2. Quem eram os padrinhos dos filhos de Dona Branca Encantado?
3. Por que Chapeuzinho Vermelho não era uma princesa também?
4. Por que o sobrenome de todas as heroínas era Encantado?
     5. O narrador do texto é também personagem ou só observador? Escreva uma frase do texto que justifique sua resposta.
Gramática.
1. Retire do texto “O fantástico mistério de Feiurinha”:

a. Dois substantivos próprios -
b. Dois substantivos comuns -
c. Dois adjetivos -
d. Dois artigos -
e. Dois verbos -

2. Forme uma única frase com cinco palavras do exercício 1.

3. Leia com atenção cada série de palavras.


a.
abuso
revisão
reprise
economia

b.
tranquilo
útil
canal
uniforme


Agora, marque a resposta correta:

(   ) Na série a, todos os verbos derivados terminam em isar.

(   ) Na série b, todos os verbos derivados terminam em izar.

4. Leia as frases abaixo e classifique as palavras sublinhadas:

a. Fernanda é uma menina sapeca e adora pé de moleque.

Fernanda -
b. Márcia vai ao circo brincar com o palhaço.

5. Quais os dias da semana que são substantivos compostos?

8 comentários:

  1. por favor preciso do texto da feiurinha so que preciso aprsentar na escola com uns 10 min de duraçao e nao acho adaptado ao teatro se tiver como arruma pra min agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a versão adaptado do teatro da propria editora moderna.. na escola nós estamos trabalhando justamente isso... veja com a editora

      Excluir
  2. eu Tayna adoro historias de princesa a e a historia está muito muito bom parabens beijos kkk.

    ResponderExcluir
  3. gostei muito do resumo que vc fez e nem parece que é um resumo parece que é o texto original gostei muito PARABENS

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do questionário pois farei um aprova sobre este livro amanhã, e me ajudou. Obrigada.

    ResponderExcluir
  5. muito boa a história já li o livro, e assisti o filme tbm!!!
    :)

    ResponderExcluir
  6. eta que livrinho chato pros preguiçosos

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, é muito importante!!!